USP-Harvarders Processo Seletivo

quinta-feira, 31 de março de 2011

Baker Library e Harvard Business School Dorms

Baker Library (biblioteca da Escola de Negócios) apresenta uma infinidade de oportunidades de acesso à informação e, além disso, está localiza em um prédio muito bonito e aconchegante. Normalmente vou a essa biblioteca para alugar livros na área de Sistemas de Saúde:



Para o pessoal que estuda na Business School e que faz MBA existem os "dorms", que são os "alojamentos" do pessoal:



Como é possível verificar, o pessoal mora muito bem! E além disso, ao lado da faculdade!

Hoje, participarei de um evento sobre Sistema de Saúde no "Spangler" (um dos prédios da faculdade, vídeo em: http://uspharvard.blogspot.com/2011/02/haravard-business-school.html).

Folder do evento:
http://www.hbs.edu/healthcare/pdf/Invitation.pdf

Grande abraço a todos,
Lucas

terça-feira, 29 de março de 2011

Ponte entre Cambridge e Business School

Harvard no Brasil - Alumni Intercâmbio USP-Harvard - Brenno, Danilo e Yasser.




Enquanto estamos aqui em Harvard, Harvard, de certa forma, está no Brasil! A foto acima foi tirada na Sala da Congregação da Faculdade de Medicina da USP e a senhora no centro é a reitora da Harvard em visita ao Brasil.


Parabéns aos amigos: Brenno, Danilo e Yasser, parte do alumni deste intercâmbio para Boston. Há dois anos atrás eles estavam por aqui. Agora "subiram de nível", estão na Bloomberg, na Veja e nos jornais!

Para todos que quiserem conferir:

Bloomberg:
http://www.bloomberg.com/news/2010-09-20/lemann-takes-burger-king-after-rise-to-brazil-billionaire-from-joe-schmo-.html

Veja:
http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/precisamos-formar-sabios

Estadão:
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110329/not_imp698691,0.php


Bom, para o Brenno e o Yasser, fica sendo nossa responsabilidade retribuir à Casa do Estudante e a USP as oportunidades que nos proporcionaram. Grande abraço a todos na Casa do Estudante!

Grande abraço,
Lucas

segunda-feira, 28 de março de 2011

MIT Latin America Conference






Uma grande oportunidade de conhecer diversas personalidades e aprender sobre as diferentes maneiras de encarar os desafios de tomada de decisões é através das conferências. 

E aqui em Boston, a cidade é muito bem servida: no próximo sábado, por exemplo, haverá uma conferência sobre América Latina no MIT. http://www.mitlac.com/speakers.htm

Dentre os palestrantes: presidentes, governadores e CEOs da América Latina!

A expectativa é grande!


MIT - Massachusetts Institute of Technology

Bom, Domingo aqui em Boston é dia de relaxar: andar de bike, nadar e descansar.



Ontem fomos ao MIT - Massachusetts Institute of Technology (http://web.mit.edu/), o lugar é muito bonito e tem uma infra-estrutura de esportes também inacreditável!

Nas próximas semanas teremos algumas aulas na Sloan School (escola de administração do MIT) http://mitsloan.mit.edu/

Vamos ver, os eventos no MIT prometem....

MIT, Zoom in:



MIT, Visão panorâmica:

domingo, 27 de março de 2011

African Development



Parece loucura esse negócio de participar de conferências em áreas  relacionadas à estratégia.

Afinal de contas, o que isso tem a ver com medicina?

Bom, na realidade, há dois pontos bastante importantes: 1. a cidade de Boston; 2. aprendizado sobre saúde.

Vamos esclarecer...

O primeiro ponto, a cidade de Boston possibilita o contato com muitas nacionalidades, pois muita gente acaba vindo aqui para estudar. E quando você encontra uma pessoa da Índia, do Alaska, da China, do Zimbábue, você acaba perguntando e se interessando sobre como são as coisas lá onde essa pessoa mora. Ou seja, o interesse acaba surgindo naturalmente com as conversas.

O segundo ponto, a medicina e o sistema de saúde é algo que varia bastante de região para região do globo, tanto em termos de qualidade, estrutura, e abrangência. Conhecer isso é algo que tem sido muito importante para mim aqui em Boston, afinal de contas, tenho muito a aprender sobre essa visão de sistemas.

O que é engraçado, é que o pessoal daqui, principalmente os alunos da Universidade, são constatemente estimulados a pensar globalmente. Isso é interessante na teoria, mas é mais interessante ainda quando as pessoas e representantes desse país vêm para discutir e mostrar a realidade de sua região.



E foi isso o que aconteceu na Conferência sobre Desenvolvimento Africano. Uma das lições, desde a aula do Nobel até aula com investidores, é que existe um continente com uma diversidade enorme (tanto populacional quanto econômica) que está mudando bastante e está crescendo e se desenvolvendo! Eles estão se desenvolvendo e pensar em África e lembrar da imagem de fome, miséria e doença talvez esteja começando a se tornar inadequado. A África continua a apresentar diversos problemas, mas jogar todo mundo no mesmo saco, talvez seja incoerente.

Quanto a qualidade do evento, comparado ao evento sobre Helth Care na Harvard Business School
o evento sobre a África foi muito fraco. Mas levando em conta as mensagens: foram poderosas...

A conclusão: as pessoas na África vão precisar de muita saúde e medicina!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Busca de uma visão global.

Algo que é bastante interessante aqui em Boston é o fato de tanto na universidade quanto no dia-a-dia da cidade, você acabar conhecendo muita gente de diversos outros países.

E por encontrar pessoas de todos os lugares, acaba sendo lógico pensar não somente em como vão as coisas por aqui, mas também, em como estão as coisas em outros continentes.

E a discussão sobre diversos outros países acaba refletindo na diversidade e quantidade de eventos.

Aqui, em Harvard, por exemplo, todas as semanas há diversas palestras e conferências sobre política, economia, sistema de saúde em outros países. (site que lista os eventos em Harvard: http://events.college.harvard.edu/)

A impressão que fica é que o pessoal está sempre tentando ter uma visão global dos problemas e soluções.

O evento de amanhã, "Harvard African Development",  é um exemplo dessa tendência de pensar longe...

Vamos ver!

quinta-feira, 24 de março de 2011

Harvard African Development



Neste final de semana, no Sábado, haverá uma conferência sobre Desenvolvimento na África! E contará com a presença de diversos líderes,  dentre eles um economista indiano Prêmio Nobel, Amartya Sen!

Vamos ver, este evento promete abordar o desenvolvimento africano de maneira ampla!

Sexta, à noite, será o jantar com o reitor da Harvard School of Public Health e no Sábado, durante todo o dia, haverá diversas palestras.

Os eventos aqui em Boston têm elevado custo-benefício, pois a qualidade dessas conferências normalmente é elevada! Este evento, por exemplo, parece valer a pena (vinte e cinco dólares no total)!

Site do Evento: http://hlsorgs.com/hadconference/

Onde está a Primavera?



Neve de novo! Bom, eu achava que São Carlos era a cidade do clima...

quarta-feira, 23 de março de 2011

Escalando a Universidade!



Começou hoje a competição "Take the stairs competition" ("Competição - Vá pela escada!").

http://www.hsph.harvard.edu/ecoopportunity/eco-op-campaigns/take-the-stiars-competition/index.html

E o que isso significa? Que todos os dias, a partir de hoje, subiremos até o décimo terceiro andar da faculdade pela escada. Cada andar conta pontos para no final o time vencedor ganhar tickets para cinemas e museus. O final da competição será daqui a um mês! E nosso time brasileiro já começou a escalada!

O termo é "escalada" pois a idéia é simular que estamos escalando o monte Aconcágua! Haja imaginação desse pessoal...

Bom, dá para perceber que a bandeira do pessoal aqui é ECOLÓGICA.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Grande aula!

O currículo do curso de medicina é bastante completo e abrangente, entretanto, mesmo tendo a duração de seis anos, acaba deixando de lado temas bastante importantes. Mas isso é algo um tanto natural, dada a quantidade de informação que todos têm acesso atualmente.


Um dos maiores desafios talvez seja transformar informação em conhecimento. E depois disso, transformar conhecimento em ação e resultados para melhora da qualidade de vida dos pacientes.

Esta é uma aula do professor Michael Porter na Harvard Kennedy School que complementa qualquer curso de medicina, seja pela clareza dos conceitos, seja pela abordagem elegante dos desafios que permeiam a área da saúde.

A conversa é sobretudo sobre os pacientes e sobre a necessidade de aprimoramento da estrutura dos sistemas de saúde ao redor do mundo: centrar os valores na qualidade de vida das pessoas e não apenas na oferta de serviços é o que sugere Porter.

O professor sugere o que é o "óbvio", mas um grande desafio para a prática e o dia-a-dia da medicina.

domingo, 20 de março de 2011

Atlética de Harvard

Como funciona a Atlética de Harvard? Para quem vem como estudante, a universidade oferece horários livres para prática de diversos esportes. Para informações:

http://www.gocrimson.com/information/facilities/index

A infraestrutura da universidade aqui é animal! A qualidade dos campos e das piscinas é inacreditável!
Hoje de manhã, aproveitei o Domingão para cair na água, pela primeira vez aqui em Boston!














E logo depois disso veio o almoço, que está sendo uma constante aqui em Boston: muita salada! Afinal de contas é o que é mais fácil de fazer: já vem lavada e o preço é ótimo! E não podia faltar o omelete! Arroz e Feijão que é bom, acabo fazendo só de vez em quando! "Pratinho" de salada depois da piscina:















Abração a todos,
Lucas

sexta-feira, 18 de março de 2011

quinta-feira, 17 de março de 2011

Trabalho no Laboratório

Quanto às atividades do laboratório, muitos, muitos, muitos ratos! E o mais legal é que os ratos são "engraçados", brincam e brigam entre si o dia inteiro nas gaiolas...

Agora mesmo estou indo realizar um dos procedimentos que aprendi por aqui, é um tanto quanto simples. Chama-se "gavage", e significa que colocamos líquido no estômago dos ratos com o auxílio de uma espécie de canudo. É simples e rápido, alguns segundos, isso se o ratinho colaborar...

Eles são previamente anestesiados e então realizamos o procedimento. O único diferencial é o nível de cuidado, pois o procedimento é simples, mas estamos lidando com um medicamento contento radioatividade, o que torna as coisas mais cuidadosas.

Tirando isso, tudo é muito tranquilo... Talvez consiga mandar algumas fotos do procedimento, vamos ver! Enquanto isso o Ratatouille é uma boa companhia...

Grande abraço a todos,
Lucas

terça-feira, 15 de março de 2011

What is Value in Health Care?by Michael Porter

Uma das experiências mais interessantes aqui em Boston tem sido ler os artigos nas revistas científicas e depois ter a oportunidade de encontrar seus autores: foi o que aconteceu no Forum da semana passada sobre Screening para Câncer de Mama!
(http://uspharvard.blogspot.com/2011/03/forum-na-harvard-school-of-public.html)



Ainda não tive aula com Michael Porter, que tem sua cadeira na Harvard Business School, e estuda Sistema de Saúde! Mas li um dos seus artigos, que chama muito a atenção de qualquer estudante, médico, ou paciente, e é intitulado: “O que é valor no sistema de saúde?”.

Bom, essa é uma pergunta um tanto quanto desafiante pois em termos de valor, normalmente pensamos que todo o sistema de saúde e seus stakeholders (pacientes, profissionais da saúde, hospitais, planos de saúde, seguradoras, empresas de instrumentação médica) tem o mesmo objetivo de cuidar das pessoas e da saúde. 

Entretanto, na realidade há muitos interesses diferentes envolvidos na mesma temática do sistema de saúde, desde custos de cada procedimento e sua qualidade, quanto dimensões psicológicas de cada tratamento.

Pois é, um dos maiores desafios é fazer com que essas partes interessadas no sistema de saúde tenham um mesmo objetivo, e o que esse artigo do Porter sugere é algo um tanto óbvio, mas que não é realizado ainda: centrar a criação de valor no paciente e fazer com que todos esses atores tenham a meta de aumentar esse valor!

O artigo define valor como “evolução clínica (resultados) por unidade monetária despendida”, isso em um mesmo ciclo de atendimento ao paciente. Em outras palavras: o paciente deve ter destaque e ter sua trajetória pelo sistema de saúde traçada e avaliada (tanto em termos de qualidade quanto em termos de custo). 

Uma idéia um tanto quanto interessante mas que, se não colocada em prática, tem pouca utilidade. 

Falando em prática, logo abaixo desse artigo, na mesma edição do New England Journal of Medicine, segue um outro “Colocando a idéia de valor para funcionar” em que um dos presidentes do Partners Health Care Systems, Thomas Lee, discute como vê essas idéias na prática nos hospitais que gerencia.

Muito interessantes! Tanto o New England Journal, quanto essas idéias e a possibilidade de conhecer os autores: espero ter a oportunidade de ter uma aula com o Michael Porter em breve... Vamos ver...

Artigos citados: 

  • Porter ME. What is value in health care? N Engl J Med. 2010 Dec. 23;363(26):2477-81. Epub 2010 Dec 8. PubMed PMID: 21142528.
  • Lee TH. Putting the value framework to work. N Engl J Med. 2010 Dec 23;363(26):2481-3. Epub 2010 Dec 8. PubMed PMID: 21142527.

Sacada do Prédio: noite!


A sacada do apartamento tem uma vista muito bonita! E todos os dias somos surpreendidos por diferentes visuais da paisagem: antes neve, às vezes nublado, agora limpo, mas sempre gelado...


Sacada do prédio (Clique aqui para vídeo)



Fotos da Sacada (Clique aqui)




segunda-feira, 14 de março de 2011

Patins no Cleveland Cicle, Domingo!

Domingo passado foi o dia de aprender a andar de patins no gelo! Aprender mesmo, pois foi um desafio ficar de pé!

O Local da pista de gelo é um ginásio fechado, onde você aluga os patins e fica por duas horas andando, ou melhor, tentando andar...

De tempos em tempos todo mundo tem que para de andar para uma máquina passar corrigindo o gelo:

Tempo para descanso... (Clique aqui para vídeo) 





Depois de algum tempo até que é possível aprender, mas o difícil continua sendo parar...

Tentando parar...(Clique para vídeo)




Aprendendo a andar no gelo! (Clique aqui para o Álbum)


Abração a todos,
Lucas

sexta-feira, 11 de março de 2011

Boston Symphony Orchestra!















Musica que marcou a noite! (Clique aqui para ouvir)

Na última terça-feira recebi dois tickets do meu professor: ingressos para a Boston Symphony (http://www.bso.org/)! O lugar é muito bonito e a música inacreditável: é como a Sala São Paulo - SP. Simplesmente fantástico!




















Pois é, as cadeiras eram bem no centro do auditório e a acústica muito boa! Um momento especial! Quebrou a rotina!

quarta-feira, 9 de março de 2011

Forum na Harvard School of Public Health!


Além do dia a dia de pesquisa e leitura de artigos científicos garimpados no PubMed e no New England, uma das atividades que estão sendo bastante enriquecedoras são as aulas! Ontem tive a oportunidade de participar de um forum sobre um tema um tanto quanto controverso: Screening para Câncer de Mama através de mamografia! Foi muito bom!

Especialmente pois estive em algumas reuniões do PROHASA (programa de administração hospitalar do Hospital das Clínicas -SP) no ano passado e discutimos isso, aí em São Paulo! Como estava no evento, pude fazer para as pesquisadoras justamente uma das questões que surgiram na conversa com os residentes na USP no ano passado!

O vídeo com o Forum está em:
 http://www.hsph.harvard.edu/forum/andelot-mammogram.cfm

E a pergunta que fiz sobre design do screening para mamografia está nos 3 min 10 segundos da oitava parte denominada "8. CANCER REGISTRIES NEEDED" ( 8. Necessidade de registros de casos de câncer).

O mais interessante foi que a resposta dada pelas apresentadoras não foi tão óbvia nem ao menos fácil de implementar na prática, mas mostrou a visão com bases científica e prática de uma das possíveis soluções para esse problema.

Grande abraço a toda família e amigos,
Lucas

segunda-feira, 7 de março de 2011

Pesquisa na universidade.


Tive a sorte de trabalhar com um ótimo professor: Joseph Brain (http://www.hsph.harvard.edu/faculty/joseph-brain/). Estou aprendendo bastante sobre ciências e sobre a vida! Na verdade ele me lembra meu querido avô, Octávio (in memorian)!
O aprendizado está sendo diário!

University of Harvard Medical School

Uma panorâmica 360 graus pela Harvard Medical School!


Countway, Medical School e Public Health

Um olhar pelos arredores!

domingo, 6 de março de 2011

Harvard Medical School

Clique aqui para ver o Vídeo!

O complexo médico-hospitalar de Boston fica bem próximo à nossa casa! Seguem algumas fotos de ontem!


Clique aqui para ir para o Álbum!



Um dos livros que estou lendo é o "Consumer-Driven Health Care: implications for providers, payers and policy-makers", escrito pela professora da Harvard Business School, Regina E. Herzlinger (livro que estou segurando). Muito bom!






Grande abraço a todos amigos e familiares,
Lucas

sexta-feira, 4 de março de 2011

Rembrandt na Harvard Medical Library

Ao entrar no saguão principal da Countway Library, além do pé direito bastante alto no átrio da biblioteca, o que chama atenção são três quadros (réplicas) relacionados a grandes mudanças na medicina:

"A Lição de Anatomia do Dr. Tulp", de Rembrandt :

http://en.wikipedia.org/wiki/The_Anatomy_Lesson_of_Dr._Nicolaes_Tulp

E ao lado desse quadro, "A primeira operação sob éter":


https://www.countway.harvard.edu/bml/print_notecard.htm

E oposta a elas está, "O primeiro transplante de rim":

https://www.countway.harvard.edu/bml/print_notecard.htm

Esses dois últimos quadros estão relacionados a eventos históricos que aconteceram no Massachussets General Hostpital (https://www.countway.harvard.edu/bml/print_notecard.htm).

Bom, os três quatros são grande inspiração logo na entrada da biblioteca!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Phineas Gage

Todo curso de anatomia e fisiologia relacionado ao funcionamento do cérebro cita um famoso trabalhador de estradas de ferro que em 1848 foi atingido por um bastão de ferro em uma explosão acidental: Phineas Gage (http://en.wikipedia.org/wiki/Phineas_Gage)! Pois é, apesar de o bastão ter atravessado o crânio desse trabalhador, ele sobreviveu, ainda que com seu comportamento mudado.



O crânio e o bastão estão aqui, na Countway Library!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Harvard Catalyst


Na última segunda-feira conheci o Harvard Catalyst (http://catalyst.harvard.edu), que é um grupo de pesquisadores que promove encontros sobre diversos temas relacionados à medicina e que busca a troca de informações, além de realizar a pesquisa translacional ("da bancada do laboratório para a cama do hospital", "Bench-to-Bed").

O que é muito interessante, dado que muita pesquisa básica é normalmente gerada, e caso não haja um grupo engajado em aplicá-la e facilitar o contato com a prática, talvez acabe ficando bastante tempo no papel.

Valeu a pena o evento e é uma idéia que no Brasil talvez ajude na ponte entre HC e Cidade Universitária!

terça-feira, 1 de março de 2011

The New England Journal of Medicine


Countway Library, 1 de Março de 2011.

Uma das revistas médicas mais respeitadas do mundo, o “The New England Journal of Medicine” (http://www.nejm.org/), tem seu escritório aqui na Countway Library (um andar inteiro)!
O jornal tem um impacto enorme em termos científicos e um dos privilégios de ter acesso à biblioteca é a oportunidade de ler o journal (versão impressa) todas as quarta-feiras após as 17h! Ele chega quente à biblioteca!
Um dos tópicos que vem sendo discutidos nas últimas edições do jornal é a reforma do sistema de saúde americano, os meios de implementá-la e de realizar transformações.
Um dos itens interessantes saiu no jornal da semana passada: uma conversa a cerca desse tema no contexto do ensino, ou seja, sobre como ele é ensinado durante a graduação em medicina. ("The State of Health Policy Education in U.S. Medical Schools", David Mou, Aartik Sarma, Roshan Sethi, and Reid Merryman)
E para surpresa de muitos, durante o curso de medicina os alunos normalmente não têm aulas direcionadas para políticas de saúde e sistema de saúde.
O estudo avaliou de maneira qualitativa 93 faculdades de medicina, através de um questionário enviado aos diretores da faculdade e dentre os resultados, ainda que 94% das faculdades tenham mencionado alguma forma de aulas nessa área, a média de horas-aula durante os anos do curso médico foi de 14 horas.
Quando perguntados qual seria a ordem de prioridade nos temas a serem abordados na área (1 maior prioridade e 5 menor prioridade), o diretores deram maior ênfase para “melhora na qualidade do sistema de saúde” e “custos em saúde”. (vide gráfico do New England)



Quando perguntados sobre o porquê das dificuldades em implementar a temática de sistema de saúde no currículo, as principais respostas foram “flexibilidade do currículo” e “falta de interesse por parte dos professores pelo tema”.
Isso é muito interessante, pois o que está ocorrendo é que hoje os médicos estão sendo perguntados sobre reforma do sistema, entretanto o enfoque educacional que tiveram não valorizou essa temática.
Uma das considerações interessantes é que na realidade, alunos de medicina vão para o mercado sem saber o que vão encontrar, e então aprendem com a prática, o que é bom, mas que, no entanto, pode acabar restringindo tanto o entendimento de como esse setor funciona como a possibilidade de criar uma visão sistemática do processo de cuidado.
Bom, é isso aí! Vou para por aqui porque adoro esse tema e preciso me controlar para parar de falar.
Abração a todos,
Lucas